Protocolos de saúde - Covid-19

Devido à situação atual relacionada com os protocolos de atuação e normas de boas práticas de gestão e prevenção, a Rebel Viajes tem seguido as recomendações das autoridades de turismo e sanitárias para garantir o cumprimento dos protocolos de higiene de todos os fornecedores com quem trabalha.

Convidamos você, a consultar parte de toda a informação que as autoridades recomendam no seguinte resumo que preparamos, desta forma poderá ficar sabendo das obrigações que os restaurantes, hotéis e outros prestadores de serviços devem cumprir, além daqueles que devem ser seguidos passageiros e turistas que efetuem compras no nosso site, caso pretendam obter mais informações a este respeito, podem consultar todos os protocolos e guias de boas práticas que as autoridades prepararam na página do Sernatur.

Conheça mais sobre nossa atuação e ações que nos permitem oferecer um serviço com total flexibilidade e segurança!

Compromissos Rebel Viajes | Covid-19

Dispomos de uma loja online que nos permite oferecer os nossos serviços de forma totalmente digital, possibilitando a reserva e pagamento online.
Nossos passageiros recebem grande parte das informações e vouchers de reserva de que precisam em seu e-mail, excluindo a necessidade de vouchers físicos.
Acompanhamos nossos passageiros antes e durante sua experiência, e temos atendimento 24 horas no destino. Oferecemos ajuda se forem necessárias mudanças e/ou práticas de segurança contra o COVID-19.

Veja estes vídeos que explicam quais os protocolos estão sendo utilizados pelos serviços turísticos, alojamento e restaurantes.

Covid –19: sintomas, formas de prevenção e práticas de higiene

Sintomas Covid-19
Protocolos Covid-19
Lavagem correta de mãos

Perguntas frequentes relacionadas aos protocolos

O Ministério da Economia, Desenvolvimento e Turismo, em conjunto com a Subsecretaria de Turismo e o Serviço Nacional de Turismo (Sernatur) – de acordo com as recomendações do Ministério da Saúde, e de organismos internacionais do setor do turismo – elaborou diversos protocolos e guias sanitários de boas práticas para a gestão e prevenção do vírus Covid-19, que constituem diretrizes, delineamentos e orientações que visam preparar a indústria do turismo para operar com segurança, uma vez que a autoridade de saúde assim o permita. Estes protocolos e/ou guias de boas práticas fornecem uma diretriz que, além de fornecer critérios padronizados sobre medidas de prevenção e gestão adequadas, visa orientar os prestadores de serviços turísticos na sua implementação e, assim, gerar as condições sanitárias que permitam contribuir para a reativação da atividade turística quando a crise sanitária se encontre em fase de menor complexidade. O convite é para que os prestadores de serviços turísticos adotem os diversos protocolos e guias de boas práticas para a gestão e prevenção da covid-19, os quais podem acessar aos protocolos e guias de boas práticas que se encontram publicados na página d Sernatur.

Uma vez que se permita a reabertura dos serviços turísticos, dependendo da fase atual que se encontre a respectiva localidade, as autoridades competentes de saúde podem fiscalizar a implementação das medidas de segurança para prevenir contágios, em conformidade com o Decreto N°4 do Ministério do Interior e Segurança Pública que decretou alerta sanitário no território chileno, as resoluções que dispõem as medidas sanitárias que indicam sobre o surto de Covid-19, todas de 2020 do Ministério de Saúde- em particular a resolução isenta 591- referente ao plano Passo a Passo do Governo e, finalmente, devido às competências contempladas pelo Decreto Supremo nº 594 do Ministério da Saúde, que aprova o Regulamento sobre as condições sanitárias e ambientais básicas nos locais de trabalho.

Os protocolos sanitários e/ou guias de boas práticas para o funcionamento das empresas de turismo, constituem medidas, recomendações e orientações para o setor, que têm a aprovação da autoridade sanitária e/ou autoridade competente, ou tomaram como referência aquelas que foram revistos por ele. Portanto, embora sejam recomendações, seu objetivo é proteger a saúde dos trabalhadores e turistas, portanto, devem ser cumpridas pelos prestadores de serviços turísticos, a fim de oferecer serviços seguros. Nota se que a grande maioria das medidas de prevenção que estão estabelecidas nos protocolos são obtidas a partir de resoluções da autoridade competente, sendo esta última normativa legal que é obrigatória para todos os cidadãos do país.
O conjunto de protocolos dirigidos aos prestadores de serviços turísticos do tipo “Serviços de Alojamento Turístico”, inclui recomendações e orientações gerais transversais para todos os tipos de alojamentos turísticos, com exceção do serviço de Alojamento em Camping, uma vez que, relativamente a este último, existe o Guia às Boas Práticas de Gestão e Prevenção para Camping.
O trabalho associativo e coordenado tem sido essencial para a elaboração dos protocolos e/ou guias de boas práticas de gestão e prevenção. Quanto à etapa de implantação, isso inclui a manutenção da dinâmica de trabalho associativo, que pode incluir as propostas dos sindicatos relacionados à área, bem como as sugestões de especialistas da área. A implementação dos protocolos e/ou guias de boas práticas de gestão e prevenção e a eficácia das medidas aplicadas devem ser permanentemente avaliadas, corrigindo deficiências nas práticas implementadas e adequando as medidas a praticar de forma a aumentar a sua eficácia, o trabalho entre diferentes interlocutores no campo permitirá melhorias na implementação dos protocolos.
Este sitio usa cookies propias y de terceros para mejorar tu experiencia de navegación. Al cerrar este mensaje o continuar navegando aceptas el uso de cookies, de acuerdo con nuestra política de cookies. Conoce más en Política de Privacidad.